LA RELEVANCIA CONTEMPORÁNEA DE MARX Por Claudio Katz

Tomado de Viento Sur

Junio 1 de 2017

Marx recupera interés. Su clarificación del funcionamiento del capitalismo contrasta con las simplificaciones neoclásicas y las ingenuidades heterodoxas. Indicó la lógica de la plusvalía que subyace en la agresión neoliberal y el tipo de superexplotación que prevalece en el trabajo precario. Esclareció el origen de la desigualdad y el sentido actual del beneficio.

El Capital permite refutar la identificación de la revolución digital con el desempleo. Cuestiona las explicaciones de la crisis por desaciertos gubernamentales o carencias de regulaciones. Remarca tensiones intrínsecas en la esfera del consumo y la rentabilidad.

Marx subrayó los determinantes productivos de las convulsiones financieras. Sugirió las conexiones de la mundialización con los patrones nacionales de acumulación. Anticipó las polarizaciones que generan subdesarrollo en la periferia y los enlaces del antiimperialismo con estrategias socialistas.

También conceptualizó la combinación de ilusiones y temor que propaga la ideología burguesa…

Ver o post original 7.121 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Manifesto em prol da “baderna” em Brasília

Blog da Boitempo

Blog da Boitempo apresenta em seu Espaço do leitor textos inéditos escritos por nossos leitores. Quer colaborar também? Saiba como no fim deste post!

Por Wagner Francesco.

Brasília pegou fogo – literalmente. Ministérios foram incendiados e houve “quebra-quebra”. Aqueles memes que vemos na internet, com Brasília sendo atacada por ETs ou por loucos como o presidente da Coreia do Norte enfim se materializaram. Junto com a materialização da revolta do povo cansado de um governo ilegítimo aparece o discurso romântico da burguesia – propondo uma “revolução pacífica”, “um embate nas urnas”. Em resumo: são adeptos do sexo virtual e do café descafeinado – ou das coisas sem as suas substâncias.

Ver o post original 765 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Antes de Fevereiro

Blog da Boitempo

Por Todd Chretien.

“Nós da geração mais velha talvez não vivamos para ver as batalhas decisivas da vindoura revolução”, avisou Lenin em uma apresentação para um grupo de jovens suíços no décimo segundo aniversário da derrotada Revolução de 1905. A justaposição de suas observações e a queda do tsar Nicolau II, apenas seis semanas depois, criou a atmosfera para a piada clássica do movimento marxista: “Não se atrase para o protesto, porque a revolução pode começar!”

Ver o post original 2.293 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O futuro da democracia no Brasil

Blog da Boitempo

Trabalhadoras de Campos, interior do Rio de Janeiro, durante a Greve Geral de 28 de abril de 2017. Foto: MídiaNINJA.

Por Luis Felipe Miguel.

O ano de 2016 marcou o fim do experimento democrático iniciado no Brasil com a Constituição de 1988. A ordem que ali fora instituída era ancorada no desenho democrático liberal: o acesso ao poder dependia do voto, todos os cidadãos eram dotados de um conjunto de direitos, a lei valia igualmente para todos. Para muita gente à esquerda, esse arranjo não era suficiente; na permanência de uma desigualdade social profunda, a capacidade de fazer uso desse conjunto de prerrogativas e de garantias também seria muito desigual. Ainda assim, esse ordenamento jurídico apresentava uma base a partir da qual era possível sonhar com e lutar por uma democracia mais genuína.

Ver o post original 1.619 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Crônicas de Dom Quixote e Sancho Pança – a acumulação capitalista e o direito à propriedade em Marx

LavraPalavra

Por Alexandre Pimenta

“Todos os economistas, tão logo discutem a relação existente entre capital e trabalho assalariado, entre lucro e salário, e demonstram ao trabalhador que ele não tem nenhum direito a participar das oportunidades do lucro, enfim, desejam tranquilizá-lo sobre seu papel subordinado perante o capitalista,

Ver o post original 1.071 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário